15 de setembro de 2008

Perdida

Tantas são as vezes que me sinto perdida...
em que penosamente olho ao meu redor
e é tudo estranho. Só sinto tristeza e dor
os meus olhos nada vêem, para e fico quieta, encolhida !

Estou sozinha. Pergunto-me onde será que errei ...
os meus imensos amigos, não chegam para tapar
este enorme buraco, que me está a sufocar
tanta gente e tão só, tal como nunca nunca pensei....

Não sei para onde, ou a quem me dirigir...
não quero estar com ninguém
só tenho vontade de desaparecer, fugir
sinto não pertencer a lugar nenhum, nem a alguém...

Pensei ser tão forte, no entanto estou tão fraca
nunca julguei necessitar de ti para viver
no entanto, sem ti não vivo e apenas a magoa se destaca
sem ti desisto, não quero apenas sobreviver...
Flutuo...
Num enorme vazio
está escuro... frio ....

Navego ...
sem rumo
a deriva... sem forças ... perdida ....


Espero em ti ..... me re-encontrar .....
em ... faz-me re- acreditar .....

Quero acreditar que vale a pena esperar....
que ainda vale a pena sonhar...
lutar ...

30 comentários:

Luís F. disse...

Não podes pensar em ser forte, tens de ser forte!...

Angel disse...

Olá Xinha...acredita sempre...é dificil..muitas vezes nos perdemos...mas tenho a certeza que no final será conpensador..acredita no Sonho...por mais luta que te dê...não háverá maior gozo...que realizá-lo...um beijinho carinhoso e com muita força para ti...

Bruxinha disse...

Por vezes, apesar da imensidão de gente á nossa volta, sentimo-nos sozinhos e tudo deixa de fazer sentido.
Contudo tens que ter força, vive um dia de cada vez, espero que te encontres!!!!e que voltes a sorrir muitooooooooo
Jokas

mundo azul disse...

São tristes e sentidos os seus versos...
Não é muito bom ficar dependente de alguém, mas, acontece não é?

O tempo! Só ele para dar jeito nessas mágoas...


Beijos de luz e o meu sincero carinho!!!

Nuno disse...

olá! Força Xinha! Lindas palavras...penso que já nasceu uma nova poeta em Portugal...a Xinha!Beijos grandes e um abraço.

Martim disse...

apenas o tempo cura as feridas que as pessoas e a vida fazem em nós...a vida continua com ou sem essa pessoa...beijos****

Maria Tarot disse...

A nossa força interior é maior que o que pensamos.

É preciso encontrar o caminho!

disse...

Oi Susaninha!

Nem vou cumentar o texto visto que já é demasiado habitual ser magnifico! Mas consegue sempre surpreender-me!

Às vezes é preciso perdermo-nos para nos podermos encontrar e encontrar uma paz interior!

Beijo

Só Eu disse...

Alguem me consegue devolver a Xinha?
Onde está? Por onde anda?
Preciso de ti, agora!
Beijos com muita, mas mesmo muita, ternura

Coragem disse...

desistir?????NUNCA
Hoje o dia está cinzento, amanhã o sol irá brilhar.
Ó minha linda, ama-te muito a ti mesma, verificarás, que não há amor mais gratificante, mais absoluto, mais completo.

Beijo imenso

AnjoTriste disse...

Olá "Amiga" Xinha .....

Em primeiro lugar, muito obrigado pela visita pelo meu pequeno espaço, o meu canto...
Gostei imenso das tuas palavras acredita.
Pelo pouco que li no teu lindo espaço, apenas te posso dizer que estarei cá para que nunca desistas, nunca desistas de ser feliz mas nunca te prendas a uma felicidade apenas sonhada por nós muitas vezes.
A vida é para ser vivida e isso depende apenas de nós.

Um beijo Sentido e com muita força....

Maria Anjos Varanda disse...

Quem já não se sentiu perdida em certas alturas da vida??
O importante é dar a volta por cima
...nem sempre é fácil....mas temos de querer com muita força....
E acredita ninguém merece que nos anulemos....ninguém mesmo...

A maior força para ti.

Beijos

Ana Diniz disse...

Querida,

existe um ponto dentro de sua alma, talvez vc não o consiga ver agora, mas ele está lá - este ponto pode estar vazio ou preenchido.

Esta pessoa q vc ama não pode preencher este "ponto", ninguém pode, querida.

Tente entender o que digo, pense e depois me diga. Se o preencheres com o Amor Supremo não sofrerás mais por ninguém, experiência própria. É claro que o lado humano permanece, mas se o amor chegou a ser desumano, no sentido de machucar vc mesma, que espécie de amor deve ser este?

Pense, e me diga.


Bjos,

Ana.

P.S.: O que vc esteve lendo por lá é uma história q estou escrevendo, com enredo contínuo. Volte para mais.
Os posts da história estão ficando na seção "Crônicas" no menu vertical. Ok? Bjinhos.

eu disse...

Como percebo tão bem, às vezes estamos rodeados de gente, de amigos, mas falta o mais importante.
Ás vezes dizer muito, nunca é suficiente, pensar muito, nunca chega.
Ás vezes, digo, penso, e pergunto:
será que errei mesmo?
Não está sozinha.

Carlos disse...

pois,
aí está um estado que eu conheço muito bem, rodeados de gente mas sós à mesma.
Mas não há ninguém que mereça o nosso sofrimento.
passe pelo deserto mas não deixe que a areia movediça a apanhe.
Será que vale a pena esperar???
Desejo que essa crise se desvaneça rápidamente.

Vá,
deixo-lhe três sorrisos


:)
:)
:)

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

São 5 horas da manhã. Agora que as coisas se acalmaram, consegui fazer um post mais equilibrado, sem tantas flores, só as do João. É sobre um filme que todo mundo já viu e todo mundo sempre quer ver de novo. Apareça:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Um abraço,
Renata
Xinha, devido à hora não consigo ler o seu post, o que farei amanhã

Pjsoueu disse...

Xinha:

Eu sei: Vale a pena sonhar a vida, ainda que momentaneamente a vida nos roube um sonho mas sempre com muitos mais para nos dar.

Um beijo do pj

Luísa disse...

Xinha querida

è dificil aceitar quando nos perdemos, mas obom é mais tarde sabermos que nos reencontramos e renovamos, acredita que com o passar do tempo te senrirás mais forte e segura,

Afinal as Susanas são um espectáculo de mulheres!!!!!:))))))

Beijosssssssssss

Luisa

P.S. - Oh chérie ainda n pensaste em tirar dos comentarios as "letrinhas" q temos de escrever, tou a ficar pitosga filha,,,, pensa nisso:) ahhaah

EU disse...

Vale sempre a pena !!
são "ondas más que vêm e vão", mas para quem tem alma e coração, sobrevive sempre a estes estados mais depressivos, menos energécticos.E este é com certeza o teu caso !!
Nunca estamos sozinhos!!Contempla o céu e vê a estrela que te guia e te acolhe!! Procura o mar e a força que ele nos trasmite e amanhã será um novo dia!
um beijo X eio de força,

ONDINHAS disse...

la bem no fundo somos muito mais fortes...basta procurar e tudo ao nosso redor se torna menos dificil.

xuack

Jorge Cardoso disse...

vale sempre a pena e o simples facto de estar perdida é a razão para se encontrar alguém!

linda poesia parabéns...

beijinho...

sonhos disse...

tanta gente e tão só, assim me senti longos periodos, à que dar a volta, ter forças, lutar.

O tempo esse é o melhor conselheiro.

Beijinhos

João da Silva disse...

Vou apenas citar Fernando Pessoa: "Tudo vale a pena, se a alma não é pequena".
Beijinhos!

Camila disse...

Xinha vc é completa!
Perfeito texto.
Beijos

Anja Rakas disse...

Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho,e desta sorte
Sou a crucificada ... a dolorida ...

Sombra de névoa ténue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...

Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber porquê...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo para me ver,
E que nunca na vida me encontrou!
Florbela Espanca

espirra canivetes disse...

Olá Xinha,
faz como eu toma: "Constipal elimina todo o mal."

Mas ainda ficou qq coisinha e com a tua chuva.........

Aaaaatchiiiim

Ana disse...

Tens que acreditar que vale a pena esperar. Escrever assim é ter o sonho dentro de si e é saber lutar.
Um beijo grande.

NM disse...

Bom post...
Excelente blog. Muitos parabéns!
NM
http://krigsmjod.blogspot.com

Luísa disse...

Oh Xinha!!!!!!!!

Onde andas tu melher?

Tu nã me digas que te perdeste toda!

E cadê o muralzinho heim?

Dá noticias menina!!!!!!!

Beijocas

Dois Rios disse...

Minha querida,

Sempre valerá a pena sonhar, mesmo que os sonhos as vezes nos pareçam inacessíveis. Acalme a sua dor com eles.

Beijos meus,
Inês