18 de setembro de 2008

Não demores

E é assim ...

... a contar as estrelas brilhantes ...

... a somar as nuvens macias ...

... que a eternidade vai passando !


E é assim ...

... ouvindo as histórias encantadas do mar ...

... e o susurro meigo do vento ...

... que o teu vazio vai-se preenchendo !

Mas, não demores ....

... eu não sou eterna ....

19 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

É, há pessoas que acham que podemos esperá-las para sempre. E se conhecemos outra e depois a primeira aparece? Que fazer? Não sei se este teu poema está endereçado a alguém, mas se estiver, esse alguém entendeu o recado.
Xinha, querida, fiz um post em que tudo é leve, sem a tensão dos dois anteriores, com poema da Gerlane e tudo, e gostaria muito que vc fosse apreciá-lo. Estou à sua espera.
Posso pegar uma imagem sua? Ponho que é do teu Blog
Um beijo da Rê (já pode me chamar assim, somos amigas)
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Camila disse...

Infelizmente nada é eterno, né?!
Beijos

eu disse...

Eu digo sempre que não espero, mas tal como todos, tenho sempre uma réstia de esperança na sabedoria popular: Quem espera sempre alcança...
Mas também não é menos verdade que quem espera desespera...

Só Eu disse...

Mas tu és eterna! É assim que eu te sinto. Eternamente amiga, eternamente inteligente. Enfim. Vais cá ficar para sempre! (eu quero que fiques...)
Beijinhos com sabor eterno a mar

Luísa disse...

Xinha querida,

Gostei deste post...

Meigo como sp, mas não "cativo" como muitos outros que já li, de um amor que teima em n ser o que mereces.

Beijocas gandix!

Gerlane disse...

Sabe, amiga, tenho também dito isto a alguém, mas com outras palavras.
Creio que o amor é eterno, mas nós não somos.

Um bom fim de semana, beijos pra ti!

Patty disse...

Algumas ausências realmente são muito sentidas. Beijos e bom final de semana!

Véu de Maya disse...

cenário de outono poético e romântico...a nostalgia da saudade nas janelas do eu que espreita a eternidade com a brisa e a fragilidade tão femininas.

bjinho

janelasdavida disse...

Oi, Xinha! Passei aqui pra te agradecer pela visita e pra te desejar um bom dia! Desculpe a demora em responder... Não tenho muito tempo durante a semana! Quero vê-la mais vezes p aqui!

"O pior não é esperar por uma pessoa por muito tempo... mas, é ela chegar atrasada na sua vida à ponto de não dá pra recomeçar..."

Me visite sempre, tá! A casa é sua, pode entrar! Bjs!

Anja Rakas disse...

E é assim...que se pertence ao Mundo.

Bjs

disse...

É assim que vou lendo estes belíssimos poemas e cada vez mais amando o te blog!

É então assim que desejo que continues!

Parabéns!

Beijo da tua amiga Inês(Nê)!

"Sofi@" disse...

Por vezes, quando queremos muito uma coisa, e quando ela demora mais a cheguar até nós, mas eu sempre ouvi dizer que a paciência é uma virtude.
Bj


"Sofi@"

ONDINHAS disse...

ha coisa que sao eternas em nos proprios...nada nem ninguem as apaga!

grande bjinho

Nuno disse...

Lindo texto e doces palavras! Tudo em ti é lindo. Sê sempre assim! beijos e um bom fim de semana! ***********

O Profeta disse...

A sombra da paixão...



Doce beijo

Black Kittie disse...

Olá

Tudo é eterno enquanto dura...
Será que devemos esperar que a vida aconteça ?
A vida faz-se de momentos...ânsiamos ser felizes...agora.

Beijito em ti

doisolhinhos disse...

Nem tu és eterna, nem ninguém.
"A vida é feita de pequenos nadas" que são tudo.

Beijocas.

João da Silva disse...

Você chamou de uma forma suave e amorosa. De um modo delicado e terno. Há-de ecoar, o seu chamado, aos páramos que ele evoca.
Beijos carinhosos!

Humana disse...

Tenho certeza que ele não vai resistir a este chamado!
Muito lindo, amiga.Beijinhos